Operação bate-volta: os caminhos prateados de Colonia Del Sacramento

Em cada canto visitado na América do Sul, eu deixo a minha contemplação e reflito como muitas coisas nos fazem um continente com povos e histórias tão semelhantes, mas também com as mais fascinantes peculiaridades. E Colônia del Sacramento, cidadezinha uruguaia que não economiza em beleza e acolhimento, me fez ter uma tarde prazerosa percorrendo suas ruas e me deixando encantada.

????????????????????????????????????

Caminhos que levam à história e ao romantismo de um local

Portuguesa de nascença e passada depois de muitas tretas para os espanhóis, hoje a cidade é um grande presente aos viajantes, seja vindo de Buenos Aires ou indo para Montevidéu.

Em uma tacada correspondente a poucas horas, não deixe de visitar a Puerta de la Ciutadela, ruínas do convento jesuíta – fica no pé do Farol – , a Plaza Mayor, a Basílica do Santíssimo Sacramento, o Farol, Museu dos Azulejos, Rua dos Suspiros e claro, reservar um tempo pra contemplar o “mar de rio” que é o Plata. A Plaza de Toros fica um pouco mais afastada do centro, mas é só se programar e reservar um tempo a mais, algo que infelizmente não fiz.

O desafio de subir os degraus do farol é recompensado pela vista panorâmica

O desafio de subir os degraus do farol é recompensado pela vista

A sintonia entre o rio e cidade nos deixa na dúvida de quem é o protagonista

A sintonia entre o rio e cidade nos deixa na dúvida de quem é o protagonista

O bom é dividir o passeio em dois momentos. O de conhecer os pontos famosos já listados e outro para simplesmente flanar, descobrindo cada canto que vai além dos guias. É muita beleza a cada ruazinha de paralelepípedo!

A ladeira e suas histórias envolvem o visitante

A ladeira e suas histórias envolvem o visitante

Anúncios

Bruges e seus bons motivos

Charmosa cidade belga erguida no período medieval, Bruges fica na região Flanders e não economiza beleza, simpatia e romantismo. E nesse último quesito é o tipo de destino que indicaria numa boa para casais em lua de mel pela Europa – o que também desconheço se já é uma escolha comum entre os pombinhos.

Ela me deu poucos ótimos motivos pra conhecê-la – dois, para ser mais exata – e já fiz as malas. Afinal, como não amar a Bélgica? O lugar onde se encontram as melhores cervejas e os melhores chocolates do mundo!

welkombrugges

E o melhor: é compacta, é fofinha, é fácil de andar e faz você se sentir uma cinderela caminhando pelo vilarejo. Fico até me arriscando bancar a spoiler para soltar o quanto de amor cada alameda ou canal onde passa o rio Bruges reserva ao visitante.

canais de bruges

Eu só fico com dó por ter achado que menos de um dia serviria para conhecer a cidade. Um pernoite talvez não valesse a pena para quem está com orçamento enxuto, mas o ideal é um dia inteiro e reservar a tarde apenas para ficar sentado em um barzinho na Grote Markt e saborear uma cerveja belga das boas. Pela proximidade com Bruxelas e Amsterdam, saia cedinho de trem ou ônibus das capitais e só vá embora à noite.

Markt_ Bruges

Como em várias cidades europeias, é comum as intervenções artísticas que unem o clássico e o contemporâneo. Pode ter certeza que encontrará uma delas caminhando pela praça.

arte_na_rua_em_bruges

Eu só quero chocolate

Que a Bélgica é sinônimo dos melhores chocolates do planeta isso já não é novidade. Aproveite para visitar as docerias que, caso não morra pela boca, você come com os olhos com tanta beleza. Tenho pra mim que Deus me escolheu pra ir para aquela cidade depois de um conselho de Willy Wonka falando que eu fui uma menina boazinha e merecia tudo aquilo (momento drama chocólatra).

Ah, e não deixe de visitar a lojinha da Galler pra saboarear os docinhos e presentear os seus.

galler_shop

E se o dinheiro tiver sobrando e a mala com espaço, vale a pena se jogar nas comprinhas de artesanato com acessórios feitos de estampas típicas de lá. Cada bolsa linda!

artesanato_belga

Então, quer mais motivos para conhecer Bruges?